Criatividade na cama não é solução, é consequência!

Resultado de imagem para criatividade no sexo

Pois bem, muito se escuta que pra você apimentar sua relação é preciso ser criativo (a). Em parte, diria que essa teoria tem fundamento. No entanto, há algo que antecede a criatividade que, se não estiver presente, não vai adiantar você comprar creminhos, brinquedinhos, fantasias ou qualquer outra ferramenta para estimular e animar o sexo de vocês, pois não vai funcionar. Esse “quê” que faz a diferença chama-se DISPONIBILIDADE EMOCIONAL para o sexo.

Pensemos: de que adianta um arsenal de objetos se eu não me sinto à vontade para utilizá-los? Ou se não me sinto desejante e desejada? De que adianta, por exemplo, sair de casa para transar no motel e fazer tudo igualzinho como se faz em casa? Em outro texto eu já comentei que saber exatamente como será o sexo é um dos principais geradores de desmotivação e monotonia entre casais que estão juntos a longo prazo. Por isso mesmo, alguns especialistas da área consideram uma tremenda “sacanagem” dizer “seja criativo” a alguém que não está “disponível emocionalmente” para o sexo, pois de que adianta tentar ser criativo sem antes estar bem resolvido quando o assunto é tesão? Inclusive vale salientar que, se você tentar ultrapassar o seu limite à força, poderá até se frustrar ainda mais.

Vamos exemplificar para você entender melhor o que quero dizer: imagina que você, mulher, se sente totalmente ou parcialmente apática quando o assunto é libido, por achar que sexo não é algo tão importante assim no seu casamento ou por qualquer outro motivo. Mesmo assim, você resolve tentar inovar e vai ao sexshop comprar uma lingerie nova ou mesmo um óleo ou coisa parecida. E aí? O que acha que vai acontecer na hora H? E eu te digo: PROVAVELMENTE nada além do habitual. E sabe porquê? Porque sexo começa na cabeça e não no corpo, e muito menos no ambiente em que se está! Então, no exemplo usado, você vai estar vestida de forma sensual, mas não terá uma postura de sensualidade. Pode ficar envergonhada, sem saber muito o que fazer ou como fazer e tudo vai por água abaixo ou terminará no velho e já conhecido “papai-mamãe”.

E você, homem, imagine que você morre de vontade de experimentar algo novo, mas não se sente confortável em falar para sua mulher e decide, então, inovar sem antes conversar com ela. Daí, agora é você quem compra o “apetrecho” extra e leva para casa. E ai descobre que o que deveria acender a relação acabou se tornando uma grande frustração, POR FALTA DE SINTONIA, na hora de ser colocado em prática.

Sendo assim, é preciso entender que a criatividade só funciona quando vem junto com a vontade, com a ousadia, com a parceria, enfim, com um clima que começa muito antes de você decidir o que fazer na hora do sexo. Agora, se já existir entre vocês esse clima de aventura, descoberta e desejo ATIVO, aí sim, você pode usar e abusar da criatividade que eu garanto que a monotonia vai passar loooonge da cama de vocês, e só tem a colaborar com a sua vida sexual.

Boa reflexão a todos

MC

Atendimento online em: http://www.psicolink.com.br/mariacesar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s