Escola ensina. Família educa.

Resultado de imagem para as familias confundem escolarização e educação

Antigamente não havia dúvidas: criança já chegava na escola devidamente educada e pronta para aprender! Com o passar do tempo e os novos modos de vida, a família foi aos poucos tentando delegar mais e mais essa tarefa para a escola. Me arrepia a alma quando vejo alguma mãe levantar o dedo numa reunião escolar para cobrar da escola (mesmo que de forma velada) aquilo que ELA deveria estar ensinando ao seu filho. É mãe reclamando porque a escola vende refrigerante e assim seu filho não vai querer tomar o suco que está na lancheira, outra porque a professora deixou o coitadinho sem recreio depois de passar a aula conversando e não fazer a atividade em sala, enfim, coisas do gênero ou pior.

Tudo bem que a escola precisa complementar a educação dos nossos filhos. Isso é fato! Mas, sua função básica é ENSINAR! “Maria, e educar não é ensinar? Sim. Na escola, eles devem necessariamente aprender a ler, escrever, contar, interpretar, conhecer a história dos nossos antepassados, e por aí vai. Portanto, é na família que eles devem aprender o que é certo ou errado, a respeitar autoridades, os mais velhos, o direito do outro, seu espaço, enfim, regras para se ter uma boa convivência em sociedade. ISTO É EDUCAR!

E não adianta dizer que hoje eles entram muito cedo na escola e, por isso, precisam ser preparados pela escola. NÃO! A escola vai te AJUDAR neste processo, auxiliar, e não fazer o seu papel. É em casa que tudo precisa ser transmitido. Criança que fica com raiva e chuta a lata de lixo na escola é porque não aprendeu em casa a conter seus impulsos e a respeitar os espaços que não são somente seus, são coletivos. Adolescente que xinga professor é porque não aprendeu em casa que esta é uma figura de autoridade tal qual seus pais e, portanto, se não respeita professor tambem não respeita os primeiros. A transmissão de valores deve ser realizada na família. Escola é complemento.

Os pais precisam entender que todo professor é passageiro, pais são permanentes. E, sendo assim, não há como querer que ele tenha as mesmas obrigações que nós: pais e mães! E vou terminar dizendo: se, por um acaso, você se doeu com minhas palavras (um tantinho rudes, eu sei!), isto significa que você não está cumprindo devidamente o seu papel!

Boa reflexão a todos
MC

Atendimento online em: http://www.psicolink.com.br/mariacesar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s