O q fazer diante do fim de uma relação…

Resultado de imagem para nunca faça planos com alguem

  • Falar sobre como devemos agir diante do fim de uma relação não é algo fácil. Não existe uma receita universal que sirva para todas as pessoas. O fato é que, finalizar vínculos, principalmente vínculos que ainda desejamos manter, sempre causa muita dor. E, embora a vivência desta dor seja bastante subjetiva, estarmos atentos para como reagimos é extremamente importante para que consigamos superar este momento e, finalmente, seguirmos em frente.

    O fim de uma relação envolve frequentemente mágoas e conflitos não resolvidos. Geralmente, uma das partes é pega de surpresa (apesar de muitas vezes a relação dar indícios de que estava se deteriorando), mesmo quando é esta parte que decide pelo fim. É comum a sensação de confusão e de não compreensão do motivo que levou àquela situação. O fim costuma, pois, acontecer quando ao menos uma das partes se depara com uma realidade que, ao seu ver, não poderia ser resolvida de outra forma, sendo o término a única solução viável. E nesta contradição entre o querer (continuar) e o dever (acabar) é que se dá o sofrer!

    Muitas emoções nos acomete neste período de sofrimento, até que possamos ressignificar aquela pessoa que para nós tinha grande importância. Podemos, inclusive, adoecermos emocionalmente durante este processo, mas não necessariamente isto irá acontecer. Quanto menos aceitamos o fim, maior essa possibilidade. Alimentar expectativas de que tudo voltará a ser como antes tambem não nos ajuda, pois muitas dessas expectativas têm a ver apenas com o nosso querer e não com a realidade que envolve o outro. Portanto, sabe-se que a aceitação gera menos angústia e, consequentemente, menos sofrer.

    Enfim, o fato é que, se o relacionamento acabou, o melhor é encararmos essa realidade o quanto antes, para que possamos colocar um ponto final nessa etapa da nossa história. Só que isto não é tão simples assim. Primeiro, porque precisamos de um tempo para “desgostar” desse outro. E, segundo, porque geralmente ficamos com a sensação de termos feito um investimento perdido, já que geralmente tentamos muito não deixar chegar neste fim. Então, sentimos grande resistência em abandonarmos tudo que foi investido e aceitarmos que não tivemos grandes resultados.

  • Bom, é impossível falar tudo que envolve o término de uma relação em um único texto. O que posso dizer para alguém que esteja vivendo esta situação é: permita-se reconstruir-se. Aprenda com a sua dor. Use o seu sofrimento para se conhecer melhor, pois muitas vezes agimos de uma forma que nos faz não nos reconhecermos, com reações que jamais imaginamos que seria do nosso feitio. Ainda assim, termos a certeza de que somos capazes de suportarmos e superarmos este momento, nos ajuda a aguardamos o tempo necessário para voltarmos a acreditar que seja possível amar e ser amado de uma maneira saudável e satisfatória para ambos os lados.
    Caso esteja muito difícil de encarar essa tarefa sozinho, procure um psicólogo. Dividir e falar sobre a nossa dor sempre nos ajuda a supera-la mais rapidamente.

    Boa reflexão a todos
    MC

Atendimento online em: ww.psicolink.com.br/mariacesar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s