Depressão: conheça alguns fatores de risco!

IMG_20180717_132201_324

  • Muitos são os fatores que podem estar associados ao desenvolvimento de um quadro depressivo, tais como fatores #biológicos#psicológicos e #sociais. Alguns desses fatores, quando presentes, podem ser considerados como fatores de risco ou simplesmente fatores estressores. E o que isso significa? Significa que algumas situações ou características pessoais podem AUMENTAR as chances de uma determinada pessoa vir a ter uma depressão ao longo da vida. Alguns teóricos utilizam os dois termos como sinônimos, enquanto outros poderão distingui-los a partir de suas especificidades (internas ou externas). Dessa maneira:

    1. Ter em seu histórico familiar casos de transtornos mentais (depressão, esquizofrenia, transtornos de ansiedade, etc) será um fator de risco (interno). Quanto mais próximo o vínculo parental, maiores as chances de você também desenvolver algum transtorno, incluindo a depressão;
    2. A dependência química também pode ser considerada um fator de risco para o desenvolvimento de quadros depressivos subjacentes. Da mesma forma, que
    apresentar outros “problemas” psicológicos sem o devido acompanhamento, tais
    como TOC, Síndrome do Pânico, Transtorno de personalidade, etc.;
    3. Momentos de crise (financeira, conjugal ou existencial), problemas de saúde (doenças crônicas ou fatais, tal como o câncer), luto, trabalho ou ambiente de trabalho insalubre, dentre outros, também são tidos como fatores estressores (externos); e…
    4. Ser mulher… sim, ser mulher, infelizmente, pode ser considerado um fator de risco para o desenvolvimento da depressão, tendo em vista que sofremos com grandes alterações hormonais ao longo do nosso desenvolvimento e que a ocorrência da depressão no universo feminino é maior do que no universo masculino.

    No entanto, vale salientar que, absolutamente NINGUÉM, independente de sexo ou classe social, está totalmente isento de apresentar um quadro de depressão. Qualquer um de NÓS poderá em um determinado momento da vida desenvolvê-la. Portanto, o cuidado PREVENTIVO com a nossa saúde emocional é extremamente necessário para nos mantermos emocionalmente “saudáveis” ao longo de nossas vidas. 


    Boa reflexão a todos
    MC

Atendimento online em: http://www.psicolink.com.br/mariacesar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s